html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Strict//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-strict.dtd"> "...estórias...do Fogareiro": Março 2005

tocha.gif

segunda-feira, março 28, 2005

Tensão...?????

Não acredito que tenha sido do magnífico queijo de Serpa...ao jantar...
lebrinha1a.jpg
Talvez tenham sido muitas imperiais brancas...depois daquele nectar precioso...Bicó tinto...
lebrinha2a.jpg
Teria sido do acabamento final...a "pretas"...??
lebrinha3a.jpg
Tensão...?? Será que a quebra de tensão é desculpada com "coisas destas" !!??
[ ouvindo mp3...UB40 - "Red red wine" ]

A arte de receber BEM em Serpa...

paella.1a.jpg
"Paella" de confecção superior,feita e posteriormente "papada" na residência da família Bicó,em Serpa.Parabéns ao "cozinheiro" Pedro Bicó,coadjuvado superiormente pelo meu compadre L. e pelos manos André,na parte dos Gin's e Nuno.Bem confeccionada,bem comida e bem regada com um magnífico vinho tinto da safra da família Bicó.
Um remate final para a cobertura das "paellas" feita com o jornal Record do dia.
Um senão...a infrutífera viagem a Rosal de la Frontera para adquirir uma caçarola gigante e respectivo fogão.A caçarola empenou e o fogão não tinha "chama certa"...coisas de "nuestros hermanos"...
Um outro senão...a tal quebra de tensão ( ??? ) que se deveu á alergia aos bivalves,ao muito vinho tinto ou ás imperiais do "Lebrinha"...??? ...que originou a falta de comparência no "Fuel"...benditas festas de Serpa.
Conversa "arrasadora" com o amigo Carapinha encostado á caixa dos gelados no "Lebrinha"...
Acolhimento VIP pela Dra. Carla...que teve a delicadeza de abrir a porta a um "atrasado",por volta das 7,00 horas da manhã.
[ ouvindo mp3...Bob Dylan - "I shoot the sheriff" ]

quinta-feira, março 24, 2005

1975...Genesis

1975...Pavilhão de Cascais...Eu tinha na altura 17 anos. Estava a chegar um verão bastante quente. Estava no 7º ano na Esc. Sec. Gago Coutinho, em Alverca e a confusão,naquele ano de 1975 era mais que muita. Ouvia-se furiosamente rock progressivo. Os Genesis, claro, eram uma das referências. O "The lamb lies down on Broadway", obviamente, circulava a toda a velocidade e ouvido onde quer que se estivesse.
Nos dias 6 e 7 de Março desse ano fui ao concerto. Eu,a "L",o Ruivo,a "M" e o António,que mais velho que nós já tinha o seu Citröen GS Pallas... Fomos ao primeiro dia,o dia do "The lamb lies down on Broadway" e fomos no segundo dia, também, o dia de "The Musical Box". Não vou descrever o concerto,não vale a pena e eu nem sei como o iria descrever melhor...
O dia do "The lamb lies down on Broadway"...
Obviamente nunca mais fomos os mesmos.
O concerto já estaria prestes a começar, e os técnicos já estavam a postos nas mesas de controlo, quando homens, traves e portões cederam. O imensidão de gente que entrou só comparável a uma descarga de uma barragem...foi uma loucura !!! A gritaria dos que entravam triunfantes e dos que esperavam ansiosos era infernal. E para tentar pôr um pouco de ordem naquele mar de gente, os operacionais do COPCON começaram a fazer disparos para o ar. E foi justamente nessa altura de caos psicodélico que os ingleses, com a pontualidade do Big Ben apagaram as luzes. O concerto começou! São eles, lá em baixo !!!
O dia do "The musical box"...
Obviamente nunca mais fomos os mesmos.
Cheirava a erva em toda a parte....a tal de liamba ou "boi"..."perigosíssimo produto estupefaciente" consumido na altura...e o que eu sei é que começamos sentados,depois de pé,depois de pé nos assentos das cadeiras e no fim sobre as costas das cadeiras...eu,nós,todos...todas as bancadas.
Genesis...
Para ver os Genesis na Bancada,pagamos cada um 80$oo ( que seria hoje 40 centimos ) e pagar uma quantia daquelas naqueles tempos,bom...mas para ver os Genesis com Peter Gabriel,Phil Collins,Mike Rutherford e Tony Banks...merecia tudo !!!
E fez no principio deste mês...30 anos !!! Nem acredito !!! Como o tempo voa...
E...obviamente nunca mais fomos os mesmos.
[ ouvindo mp3...Genesis - "The carpet crawls" ]

quarta-feira, março 23, 2005

Porque sim...

Para ti,porque sim ; porque ouviamos e ouviamos e ouviamos ; porque todos gostavamos ; porque...porque...sei lá,estou "intragável" e de mãos atadas para fazer algo por ti e tu sabes que se pudesse eu fazia...Então porque sim...
Pink Floyd - album "Animals"
The Who - album da ópera rock "Tommy"
Genesis - album "The lamb lies down on Broadway"
Beatles - album "Seargent Pepper's lonely hearts club"
Deep Purple - album "Made in Japan"
Creedence Clearwater Revival...
Led Zeppelin...
Jethro Tull...
Jimmi Hendrix...

Trovoadas...

O Sol continuará a brilhar, mas tudo continua com a importância que se lhe deu. Não pretendo que o tempo se encarregue de corrigir o que não fiz e devia ter feito. As coisas são más, porque assim as apelidamos ou porque tradicionalmente nos "ensinaram" a entendê-las dessa maneira...mas as coisas más são mesmo más e pronto. O problema é que as trovoadas passam por nós, e delas não aprendemos nada a não ser lembrar de "Santa Bárbara quando faz trovões"... Como se o acaso existisse e, por um acaso qualquer, a trovoada me tivesse escolhido a mim ( e eu falo por mim mas sei que estão pelo menos mais meia dúzia como eu ) para me deixar a triste e abatido e a ti indefeso á espera que um novo raio te atinja...
[ ouvindo mp3...Bob Dylan - "The boxer" ]

Importante é...

Importante é procurarmos coisas dentro de nós que possam interessar ou fazer inveja a quem quer que seja...digo eu. Importante é sabermos o que queremos ser a cada instante...digo eu. Ninguém pode pretender dar alegria a alguém, se antes disso não introduziu a alegria dentro de si... Uma pessoa triste dificilmente dará alegria a outra !!! Uma pessoa infeliz dificilmente fará alguém feliz !!! Uma pessoa má dificilmente transmitirá bondade !!! Tentar ser diferente é importante. Diferente para melhor! O resto virá naturalmente...digo eu.
Para o "X." P.,que não precisava nem precisa de alterar nada...Já é alegre,já é feliz ( nem o "estino" lhe tirou a felicidade e o sorriso do rosto ) e sobretudo sempre foi uma pessoa boa...do melhor que há.Está a ser díficil para mim entender mas...tu tens uma "tarefa" mil vezes pior do que o meu entendimento.Força amigão...
[ ouvindo mp3...Creedence Clearwater Revival - "Have you ever seen the rain? " ]

terça-feira, março 22, 2005

Tu és dos mais puros..."X."

Disseram-me que sempre é verdade, "X".P. e estou aqui ainda a tentar perceber o que nenhum de nós há-de entender...muito menos tu.Fod*-** "X".,tás a ver como é a merda da vida,pá ?? Num momento estás com a cabeça debaixo de água fria,em pleno Verão de 1977,naquela fonte,hoje poluída,na várzea de Santo Estêvão...depois o tempo voa,voa,voa e...
Fod*-**,"X".,não há direito que o "estino" como tu dizes, te tenha traçado isto...Fo*-**...
Porquê !!!???
[ ouvindo mp3...Joe Cocker - "With a little help of my friends" ]

Tristeza,melancolia e alegria

Muita gente não admira a tristeza e a melancolia...bom,eu ás vezes admiro e ás vezes não posso sequer ouvir falar em...mas prontos.Partindo do principio que ás vezes admiro ; muitos vêem a tristeza como um mau, mas eu acho que ela não tem nada de maléfica muito pelo contrário. Porque quando estamos tristes reflectimos mais sobre os nossos problemas... simplesmente o facto de se estar tristes faz com que não tenhamos vontade de fazer mais nada.E, então a única coisa que resta fazer é pensar e pensar e pensar muito na vida... nos problemas e,esperar que isso nos ajude a resolvê-los e descobrir-nos ainda mais. É só perceber...quando estamos alegres o que fazemos? Divertimos...e pensamos nas ou em consequências? Nunca !!! Eu pelo menos,não. Resumindo a Alegria cega-nos e a Tristeza dá-nos um terceiro olho...depois de lerem a divagação ou loucura ou parvoíce ou "impostorice" ou o que lhe quiserem chamar,que eu escrevi,devem estar a pensar "A Alegria é um sentimento ruim então !!??" Não sei...Sei lá se é ou não é.
Eu estava aqui a pensar que vocês poderiam ter um bocado de tempo para me explicar... a mim...É que depois de escrever isto tudo fiquei "baralhado"...
[ ouvindo mp3 - Creedence Clearwater Revival - "Proud Mary" ]

Um escrito á parva...

Seja qual for a altura da nossa vida, temos sempre um objectivo…Ou pelo menos deveríamos ter esse objectivo…E quando chegamos lá…"tunga".Procuramos outro ainda mais longe…Não será por isso que estamos como estamos…Tentando chegar cada vez mais alto e mais alto e mais alto ainda…Tentando alcançar Deus !!?? Deixem Deus no lugar dele…Sejamos felizes cá em baixo…Se não somos mais felizes é porque não nos deixamos a nós próprio ser.
[ ouvindo mp3...The Corrs - "Runaway" ]

Estou parvo !!!!

Um "gajo" encontra-se com outro "gajo",falam da vida,acabam por jantar...daí sai um estória.De comum acordo com o outro "gajo",eu publico a dita estória.Que coisa linda...um artigo meu,escrito neste blog,no meu blog...nunca teve tantos comentários !!! Estou parvo !!! Está visto que o que está a dar escrever nos blogs,são "cenas" que motivem a troca de comentários...
Um blog mais ou menos sério começa a passar a "blog comercial"...
Aonde é que eu tenho andado ??? Como é que eu queria aumentar o meu "share" de leitores a escrever parvoíces como escrevia ???
Estou mesmo parvo !!!
[ ouvindo mp3...UB 40 - "I got you baby" ]

segunda-feira, março 21, 2005

Filmes

Vi..."Million dollar baby" com Clint Eastwood,Morgan Freeman e Hilary Swank e não tenho dúvidas nenhumas...para mim,um dos melhores filmes que vi desde sempre.
Vi..."O aviador" com Leonardo di Caprio,Cate Blanchett,Kate Beckinsdale,Jude Law,John Reily e Alec Baldwin e pronto...bom,mas não o que estava á espera,depois de tanta publicidade.
Vi...outros "filmes" dos quais nem sequer vou falar...
[ ouvindo mp3...Dire Straits - "Making movies" ]

Coincidências

Coincidência significa : simultaneidade de dois acontecimentos; concordância; justaposição; identificação de duas ou mais coisas; acaso. E quem não acredita em coincidências??? ...eu,por exemplo, não acredito em coincidências... tudo o que acontece é porque tem que acontecer e pronto. Um mero encontro casual com um amigo que já não víamos à imenso tempo tem o seu significado, tinham que se encontrar, um tinha alguma coisa importante a dizer ao outro ; continuo a não achar isso uma coincidência e pronto. Tudo na nossa vida tem a sua explicação,acho que basta abrirmos os olhos e ver o que está por detrás de todas essas supostas "coincidências". E principalmente,estar atento a todas elas.
Houve uma vez em que pensei deixar de "alimentar" este blog ; embora me tenham dito "não...não tem nada a ver..." pensei sériamente nisso.Continuo a escrever porque quero e porque o que escrevo está acima de qualquer coincidência...digo eu.Porque a verdade é que se fosse a contar uma outra estória...teria que contar,que por uma única vez,fui obrigado a acreditar que há concidências.No entanto e como não acredito em coincidências...mas tendo chegado á "brutal" conclusão de que as há...continuarei a escrever,disse para mim.Coincidências...afinal o que é isso ???
[ ouvindo mp3...Scissor Sisters - "Return to Oz" ]

sexta-feira, março 18, 2005

Uma estória do Z.B.

Encontrei o meu amigo Z.B. por mero acaso.Quase oito anos se passaram desde que estivemos pessoalmente ; fomos colegas de curso,trabalhámos juntos,ele topografo e eu projectista e por ironia tivemos estes anos todos, sómente contactos telefónicos...É a vida.
"Como tás tu...?" ; "Tou bem,pá...trabalhando que nem um cão..." disse-me ele.E blá blá blá,blá blá blá e...blá blá blá."Tenho tempo hoje...que dizes a ir jantar...?" rematou ele."Epá...acho que dá sim !!" ; "vamos a isso...!!!" ; "Bora lá...até nem tenho ninguém á espera..." terminou ele. Acabamos por jantar mesmo.Fomos buscar estórias,trabalhos,encontros e desencontros,"entaladelas",partidas pregadas...enfim,tiramos o pó a todas essas recordações.Ás tantas diz-me ele "Tu sabes uma coisa pá...??" "Tinha uma amiga,pá...mas acabou...então tu sabes que eu pus os cornos a mim mesmo...??? disse-me ele rindo á parva."Quê...?? "Como é que é isso...?? disse-lhe rindo também."...Fácil pá!!! ...trocavamos muitos sms's durante o dia e noite...era só love...mas eu andava com a pulga atrás da orelha...cá para mim,ela andava a dar de frosque...pá!! e na me ia dizer,não é!?" dizia ele a rir."Então comecei a mandar-lhe sms's com outro número...ahahah...nem imaginas,pá...ela respondeu ao outro...ahahahah...que era eu...!!!..."Fui mauzinho,epá,mas acabou logo ali,na fosse o Diabo tecê-las...traí-me a mim próprio..." e ria,ria,ria.E eu com cara de parvo a rir,rir,rir também."Vou escrever isso no meu blog..." disse-lhe."Faz favor,amigo,inda te vão chamar parvo é a ti..." e ria,ria,ria...
Acompanhamos a conversa com dois bifes com pimenta e 2 garrafas de "Aliança" tinto bruto.Maravilha.
[ ouvindo mp3...U2 - "Stuck in a moment" ]

"Recado"

Chegou-me um "recado" ; sim um "recado".Também me mandam "recados".Este da minha amiga "M".,no sentido de eu alterar o banner que publicita o seu espaço comercial ou ex-espaço e novo espaço,já nem sei... no biscainho.blogs.sapo.pt.Não te posso valer,minha cara amiga,não te posso valer nisso.Não é "safra da minha colheita".Tens que fazer chegar o pedido a quem de direito,que não a mim.
[ ouvindo mp3...Xutos e Pontapés - "Queimando tempo" ]

"Coeficiente de cagaço"

É uma daquelas coisas que só ouvia,lia ou via nos noticiários da rádio,jornais ou televisão.E até ontem,só acontecia mesmo aos outros,mas...saía eu da Auto Estrada do Norte em Vila Franca de Xira,no túnel em direcção á ponte Marechal Carmona.Até aí tudo bem,só que...
Á minha frente,quando me preparava para utilizar a segunda faixa e ultrapassar um camião TIR,reparo num ziguezaguear brusco desse mesmo camião e...ali estava um "artista qualquer",montado num belo BMW...em contramão e direito a mim.Senti um baque no coração,um nó no estômago e os "tomates cairam-me ao chão".É agora que se acaba esta me***,lembro-me que pensei...ziguezague meu,berma comigo,camião parado á minha frente buzinando e o "artista" em velocidade,como se fosse o "rei da estrada".
Até ontem só tinha acontecido a outros...
A partir de ontem,também já pertenço aos outros...
Felizmente,fiquei-me pelo "coeficiente de cagaço"...
[ ouvindo mp3...Alice Cooper - "Wheels" ]

Eu e o meu compadre L.

É sempre bom falar com o meu compadre L. ; não precisamos andar a chatear a cabeça um ao outro,todos os dias,só para estarmos a falar ; falamos e pronto.De tempos a tempos,lá vamos por a escrita em dia com uma longa conversa…onde falamos de tudo e de mais alguma coisa…já te “devo” dois telefonemas,compadre…
[ ouvindo mp3...Martinho da Vila - "Fogo na venta" ]

quarta-feira, março 16, 2005

Por vezes

A ironia da vida persegue-me.Os sonhos assustam-me.A realidade aguenta-me.Por vezes duvido do que acredito. Duvido que tudo seja realmente pelo melhor. Duvido que os meus erros possam mesmo ter um propósito. Por vezes duvido que as dúvidas e hesitações sejam correctas. Por vezes duvido dos momentos, demasiado fugazes para serem credíveis... Por vezes duvido de mim e perco-me por aí "dassim". Por vezes gosto de "intimidar". Por vezes tenho medo da noite e por vezes tenho medo dum dia de sol. Por vezes ganho "birras". Por vezes quero realmente estar sozinho,do tipo "desculpa,mas não me apetece falar com ninguém" ( por vezes acho esta frase um "must"...aprendi-a com alguém de quem me considero muito amigo,mas que se volatizou como que por artes mágicas...enfim,espero que renasça das cinzas ). Por vezes acho que tudo é mais fácil se não sentir... Por vezes tudo me parece absurdo e impossível. Por vezes nada faz sentido. Por vezes sinto que afinal tudo faz sentido e tudo o que faço está correcto. Por vezes acho que está tudo errado. Por vezes gosto de mim e de seguida.já não gosto. Por vezes tropeço e de imediato me levanto,ainda mais forte...Por vezes não consigo dizer nada do que quero... Por vezes,pronto...
[ ouvindo mp3...Bob Dylan - "Slow train coming" ]

A tal estória

Ainda sobre o facto de eu utilizar nos meus textos a palavra "estória ou estórias"...aqui fica a minha opinião,fundamentada :
No Dicionário Houaiss (que em boa hora um jornal diário está a editar semanalmente) estória é uma forma divergente de história, "adoptada pelo conde de Sabugosa com o sentido de narrativa de ficção ou de factos vividos". Este dicionário é brasileiro ; em Portugal, apenas as últimas edições do dicionário da Porto Editora registam estória ; no entanto, esta palavra é actualmente utilizada com muita frequência com o sentido (registado no Dicionário Houaiss e no Porto Editora) de narrativa popular. Em relação a estas palavras, o Dicionário Aurélio (também brasileiro) faz mesmo uma recomendação: "[Recomenda-se apenas a grafia história, tanto no sentido de ciência histórica, quanto no de narrativa de ficção, conto popular.]".
[ ouvindo mp3...R.E.M. - "Living in New York" ]

Para "Minhau" ;o)

Não tenho por hábito responder a comentários no meu blog.Também,mesmo que gostasse de responder a comentários,poucos vezes o faria...tão poucos eles são.Mas ter poucos comentários não me importa mínimamente,pois o que escrevo nele são vivências minhas do dia a dia,vivências de já "ter uns anitos em cima" ; o que escrevo não sei se escrevo bem mas também pouco me importa...E aí englobo os meus "erritos" ortográficos.Lamento desiludir os poucos que leêm "isto",mas sou assim e pronto ; os meu parcos conhecimentos da língua portuguesa levam-me a dar erros mas também, que Diabo,também tenho o direito a isso.No que respeita a eu escrever estórias e não histórias é derivado ao facto de eu me "estoriar",me "contar"...nunca poderia escrever história.Não tenho pretensão a ficar na história de seja lá o que for.
Para "Minhau",obrigado pelo teu "coment" e um sorriso com "piscadela" de olho e língua de fora ;oP obrigado pela "dica",nunca entendendo ser de alguém desmancha-prazeres,antes pelo contrário,de alguém que lê estas "bacoradas"...no entanto e porque sou teimoso,vou continuar a dar os meus "erritos" nas estórias.
[ ouvindo mp3...Frank Sinatra - "My way" ]

Motivação

É impressionante a quantidade de objectivos concretizados que posso atingir se estiver motivado para algo. Enquanto que se a motivação estiver ausente do meu espirito, tudo aquilo que poderia fazer passa para segundo plano, com uma das desculpas : "Amanhã logo faço..."; "Depois trato disso..."; "Ainda tenho muito tempo...". Assim,acabo sempre por fazer quase tudo na correria...e a não concretizar muitos objectivos.
Quer isto dizer que não faz uma semana que não ando mesmo nada motivado.Puta da vida.
[ ouvindo mp3...Procol Harum - "Conquistador" ]

"Nobody does it better"

Nobody does it better
Makes me feel sad for the rest
Nobody does it half as good as you
Baby, you're the best

I wasn't lookin', but somehow you found me
I tried to hide from your love light
But like heaven above me
The spy who loved me
Is keeping all my secrets safe tonight

And nobody does it better
Though sometimes I wish someone could
Nobody does it quite the way you do
Why'd you have to be so good?

The way that you hold me
Whenever you hold me
There's some kind of magic inside you
That keeps me from runnin
'But just keep it comin
'How'd you learn to do the things you do?

And nobody does it better
Makes me feel sad for the rest
Nobody does it half as good as you
Baby, baby
Darling, you're the best
Baby, you're the best
Baby, you're the best
[ ouvindo mp3...Carly Simon - "Nobody does it better" ]

"Construir o homem" de Michel Quoist

"Se queres ser eficaz, tenta ter, todas as noites, um encontro contigo mesmo. Visiona rapidamente o filme do teu dia. Fixa-te sobre a imagem daquilo que te 'marcou', sobretudo negativamente, e depois de teres feito sinceramente o exercício de tomada de consciência e de aceitação, experimenta oferecer tudo à corrente da vida. Pois, essa vida que passa por ti e te ultra-passa, como o rio caudaloso, vai sempre ao encontro do mar, transportando consigo os resíduos que o homem nele lançou."
[ ouvindo mp3...Led Zeppelin - "Starway to heaven" ]

terça-feira, março 15, 2005

Realidade e sonho

sunset_1.jpg
Encontrar um sentido na vida tem dias complicados... não deve haver pessoa neste mundo que esteja certa do que faz e porque o faz ou do que não faz e devia ou deveria ter feito... se há dias em que temos certezas sobre os nossos rumos, também há dias em que tudo aquilo que fazemos, misturado,bem misturado com tudo aquilo que nos acontece, se transforma num autêntico desastre,para não dizer,num autêntico terramoto.Começa tudo por ser uma brejeirice que se transforma numa complicação dos diabos... umas semanas quase sem dormir, todos os dias a fazer-se tudo o que se pode fazer para as coisas serem melhores, sem tempo para pensar,para ser racional.Tempo esse que sómente aparece quando se encosta a cabeça na almofada e depois de voltas e mais voltas,se pensa "amanhã vai ser mais calmo,acho eu..." e fica assim.Assim e pronto.Como quando dizemos "...não adianta nada..." e passado tempo dizemos "...que fui eu fazer...???" ou pura e simplesmente não pensamos nada,não dizemos,não ouvimos.É bem mais fácil,não é?
sublime.jpg
E depois de voltas e mais voltas numa cama que parece dura que nem pedra ; e depois de olhos abertos,muito abertos no escuro ; e depois de olhos fechados nesse mesmo escuro,no meio de voltas e mais voltas.A vida é uma complicação dos diabos mesmo e pronto lá volta de novo o pensamento em "...não adianta nada...".É bem mais dificil,não é? E para cúmulo,quando o sono por fim derrota o derrotado,o cérebro continua desperto,"like always",desta vez contemplando o derrotado com uma sublime imagem de sonho, em sonho...sonho transformado em pesadelo na certa.
[ ouvindo mp3...Rolling Stones - "Jumping jack flash" ]

segunda-feira, março 14, 2005

In...Luz Intensa

Aquí estoy en mi atalaya, sentada en una taula. Oteo el horizonte y observo la vida pasar a mis pies, ahí abajo. Anticipo desde aquí todos los cambios antes de que se produzcan. Los veo formarse en el horizonte como si fueran tormentas que a veces llegan hasta aquí y a veces no, pero que siempre avanzan lentamente, demasiado lentamente, como si se desperezaran. Ansío que llegue la tormenta y descargue sobre mí con furia, que haga temblar esta roca en constante vibración a merced de los vientos. Ansío probar su firmeza, poner a prueba mi refugio. Ansío que se destruya todo lo innecesario, inservible o anticuado que he ido acumulando, que quede en pie lo que merezca la pena y reconstruir lo que falte después.¡Que venga a mí el huracán!
[ ouvindo mp3...Keiko Lee - "Come rain or come shine" ]

Fala-se do quê...?

Fala-se do quê...? Às vezes quando se procura contar uma estória ou coisa parecida fala-se do quê...? Falamos de nós, falamos de outros, falamos de algo que conhecemos, algo que nos toca, algo que vimos, algo que por nós passou, algo que nos tocou.Por vezes limitamo-nos a falar e a falar como se falássemos apenas por falar... apenas porque nada mais há a fazer do que perder-nos em monólogos, em blá blá blá que apenas nós entendemos, já que estamos a falar apenas connosco.E a maneira parte das vezes,no que me toca,estou a falar sómente comigo próprio.
[ ouvindo mp3...The Doors - "People are strange" ]

"Sad but true" dos Metallica

Sabes o que queres realmente...? Tens a certeza da coerência das tuas mais recônditas vontades e desejos...? És consciente do tamanho,da enormidade, do que por vezes dizes...? Onde se esconde o sentido do que te toca o rosto e foge...?
[ ouvindo mp3...Metallica - "Sad but true" ]

Um dia

Um dia qualquer... de estórias de alguém que já não se consegue lembrar, de alguém ou de algo perdido entre ruas de nomes trocados, escondidas atrás de fachadas de casas em ruínas... num dia semelhante a todos os outros... um dia como aqueles dias que rapidamente esquecemos, nasce sem ninguém dar por isso e morre quando o sol se vai embora sem dizer...Adeus.
[ ouvindo mp3...Metallica - "Through the never" ]

Divagando...pode acontecer a qualquer um...

Se uma pessoa se sente bem e se lembra de fazer como de tantas outras vezes,as "famosas" análises clínicas de rotina...Tenta "acertar" pela manhã naquele estreito "gargalo" do recipiente para a primeira urina,embrulha-o no "célebre" saco de plástico e vai ao laboratório para levar "a pica" para tirar sangue...tudo normal.Passados uns dias,decontraído,vai levantar os resultados e á boa maneira duma pessoa vulgar,abre o envelope e olha os resultados,como se fosse um "iluminado" naquela ciência...cá para mim é mais o "coeficiente de cagaço" a funcionar,mas pronto...vamos lá ver.E para quem se sentia bem até ali,ao olhar o disparate dos resultados que ali aparecem,fica de imediato duplamente doente."Mas isto não pode ser..." ; "...que Diabo,enganaram-se no sangue,decerto..." ; "não acredito nisto...".E se não for uma pessoa forte,acaba por ter um ataque cardiaco e acaba-se logo ali o que se calhar até seria muito melhor...acabar mesmo.Mas a pessoa é forte,com alguma experiência na "arte" de olhar os resultados e pensa para consigo "ok!!! tudo bem!!! podia ser pior...assim só terei que,na pior das hipoteses fazer...o quê!!??...epá,isto só com radioterapia ou quimioterapia..." ; "mas como é que isto...!!??" ; "era só o que me faltava,mas se esta porra pensa que me entrego sem luta...está enganada" ; depois do espanto vem a revolta e depois desta,a quebra anímica e, sómente mais tarde a força para lutar...não sem antes perder umas noites sem dormir.A pensar na vida,no que ela foi e no que ela será.A pensar no que deveria já ter feito e não fez ; a pensar no que nunca virá a fazer ; a pensar que tem que lutar contra ; a pensar nas pessoas que hão-de estar ali ao lado...Puta da vida.
[ ouvindo mp3...Metallica - "Don't tread on me" ]

Estórias ( II )

As estórias de cada um controiem um passado...as minhas também.São parte de um presente e determinam o dia de amanhã de quem fala com elas, de quem se senta ao seu lado, de quem no fim de contas, as conta...como eu conto as minhas,sem medos...mas não são apenas estórias...são tempo do nosso tempo, são parte do nosso todo, e quando nós já não formos... elas ficarão no todos de outros ; penso eu que será assim.Eu e vocês,nós somos como o tempo, efémeros...as nossas estórias talvez não o sejam.Talvez as nossas estórias não sejam efémeras...
[ ouvindo mp3...Metallica - "Enter sandman" ]

Estórias ( I )

Por vezes as estórias misturam-se entre si, tornam-se complexas e tenho a necessidade de parar um pouco. Pensar sobre elas, olhar para elas, tocá-las, sentir o que elas são para poder continuar a contá-las...as estórias nunca chegam realmente a um fim, existe sempre um sentido descontínuo, um depois, um a seguir após...um entretanto ou vários entretantos.Ao pensar bem, as estórias nascem e renascem no seu próprio meio,delas próprias, na sua própria vontade e não na minha vontade...seu "contador". Elas, as estórias, possuem vontade própria, são caprichosas, teimosas, senhoras do seu próprio nariz. Envolvem-se e deixam-se amar, apenas por quem elas escolhem, desprezando sempre aquele que mais as ama, o seu contador. Irónico não é...???
[ ouvindo mp3...Rui Veloso - "Guardador de margens" ]

quinta-feira, março 10, 2005

Opções

Faço opções a toda a hora.Ou viro à esquerda ou vou em frente ; ou bebo um café ou como um croissant ; ou visto azul ou visto preto ; ou compro um cd dos "The Doors" ou compro um cd dos "U2" : a toda a hora sou obrigado a fazer opções.Independentemente da importância de cada uma das coisas a opção é sempre difícil...por causa da dúvida.No entanto,no que respeita a amizades nunca faço,nem nunca fiz opções,sou amigo e "já está"...nunca tenho dúvida.Mas a verdade é que também as devia fazer,digo eu...se calhar.Mas nunca fiz,não faço e por muito "que leve nas orelhas" de certeza nunca vou fazer opções no que respeita a amizades.Não me tenho dado mal,tenho um rol enorme e gratificante de amigos e bons amigos,salvo quatro excepções pontuais : aquela amizade que me telefonou a dizer que queria comprar um carro topo de gama e que o melhor seria eu comprar como se fosse para táxi,pois beneficiava de desconto de 70 por cento no IA e,depois lho venderia a ele ; aquela amizade que nos momentos difíceis da minha vida,sempre se "escapou de mansinho" sem um olá sequer ; aquela amizade que me fez subir sete andares num prédio para ir buscar dinheiro para pagar os cafés,quando tinha dinheiro com ela ; aquela amizade que muitas vezes me deixa "a falar sózinho",pautando pelos prolongados silêncios quando dantes havia conversa "a rodos".Opções...tudo uma questão de opções.E no que respeita a amizades repito,nunca fiz,faço ou farei,por muito mal que me dê com isso.Porque as amizades que faço...faço-as sem dúvidas,bom o que me levaria a dizer que também sou ingénuo,mas pronto.
[ ouvindo mp3...Queen - "Under pressure" ]

Ainda bem que há dias assim...

Há dias bons e dias maus.Os dias bons são bons e pronto ; apetece voltar a vivê-los de imediato,com mais intensidade ainda ; foram bons e pronto.Os dias maus,ás vezes acabam por ser bons e ainda bem que há dias assim...ontem não tive um dia bom,digo eu,mas depois de pensar melhor reconheço que afinal até foi um bom e...ainda bem que há dias assim.Descobrir que o dia de ontem foi maior,interiormente,que ganhei mais "espaço interior" para pensar e repensar,para refazer percursos,redefinir caminhos,"desemaranhar" o novelo da vida...esticando todo o fio,desatando nós, e voltando a enrolá-lo,com cuidado e com uma certa dose de "mestria" e ponderação.Para ficar bem de novo ou pelo menos,aparentar que fica "como se fosse novo".Acabei por me deixar de desvios,artíficios,frases soltas,viravoltas e fui direito ao assunto...para ficar como "se fosse novo".Acabou por não ficar e até acho que ficou exactamente na mesma,mas...tentei perceber,tentei compreender,quis mais e fui sobretudo...mais eu.Também percebi nos fios,todas as minhas falhas ; só não compreendi,o porque e muitos "ses"...Há dias bons e dias maus,mas ainda bem que há dias assim.
[ ouvindo mp3...Queen - "One vision" ]

quarta-feira, março 09, 2005

Erros

Quando erro sei que não é bom.Errar não é bom,mas descobrir quando erro é para mim,admirável.Perceber que fiz uma coisa mal é ter uma oportunidade de a refazer,de a emendar,de ser melhor e sobretudo não voltar a errar precisamente onde errei.Se calhar hei-de errar de novo e logo "ali ao lado",mas onde errei não volto a fazê-lo.
E sei que o erro anda imensas vezes escondido,disfarçado.Quando o erro anda assim torna sempre as coisas tão mais difíceis.Nem sequer percebo que estou a errar e que isso me vai custar e desnortear.Mas quando descubro o meu erro,para além de ser admirável descobri-lo,sei que essa descoberta é um caminho para ser melhor,para ter outra oportunidade para ser melhor.
Para além de que descobrir um erro,mesmo disfarçado,e saber dizer...errei!!! é para mim muito mais admirável ainda ; faz-me sentir bem,faz-me dar "a mão á palmatória"...E acabo estas linhas quase dando a ideia de que acabei de cometer mais um erro...não!!! desta vez não errei e estou bem comigo próprio.
[ ouvindo mp3...Scorpions - "Moment of glory" ]

"This is the end" por Jim Morrison and The Doors

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

Of our elaborate plans, the end
Of everything that stands, the end
No safety or surprise, the end
I’ll never look into your eyes...again

Can you picture what will be
So limitless and free
Desperately in need...of some...stranger’s hand
In a...desperate land

Lost in a roman...wilderness of pain
And all the children are insane
All the children are insane
Waiting for the summer rain, yeah

There’s danger on the edge of town
Ride the king’s highway, baby
Weird scenes inside the gold mine
Ride the highway west, baby

Ride the snake, ride the snake
To the lake, the ancient lake, baby
The snake is long, seven miles
Ride the snake...he’s old, and his skin is cold

The west is the best
The west is the best
Get here, and we’ll do the rest

The blue bus is callin’ us
The blue bus is callin’ us
Driver, where you taken’ us

The killer awoke before dawn, he put his boots on
He took a face from the ancient gallery
And he walked on down the hall
He went into the room where his sister lived, and...then he
Paid a visit to his brother, and then he
He walked on down the hall, and
And he came to a door...and he looked inside
Father, yes son, I want to kill you
Mother...i want to...fuck you

C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
And meet me at the back of the blue bus
Doin’ a blue rock
On a blue bus
Doin’ a blue rock
C’mon, yeah

Kill, kill, kill, kill, kill, kill

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

It hurts to set you free
But you’ll never follow me
The end of laughter and soft lies
The end of nights we tried to die

This is the end

[ ouvindo mp3...The Doors - "This is the end" ]

Soltas...

Não há nada tão decisivo como a ignorância...O ignorante é o que mais fala...Tal como eu,tão falador,tão ignorante.
Ruela.jpg
Não há ausentes sem culpas, nem presentes sem desculpas... Longa ausência, esquecimento breve...Disso não tenho a menor dúvida.
[ ouvindo mp3...Deep Purple - "Mandrake root" ]

sexta-feira, março 04, 2005

Eu e o dinheiro

Oficina.1.jpg
Viver com o dinheiro é demasiado complicado para mim,pelo menos para mim é.Mas sei que contar com ele,o dinheiro,acaba por ser comum a todos nós...Agora viver com pouco dinheiro,para além de ser muito mais complicado para mim,obriga-me a fazer imensa "ginástica" e a tentar ter um "boa dose" de imaginação.Essa mesma "coisa" chamada dinheiro faz barulho,brilha e paga quase tudo,mas sobretudo aparece sempre de fugida,sempre á pressa e parte...é no entanto,útil,quando o utilizo como deve ser,digo eu...Quando esbanjo acho inútil,quando tento,digo tento,guardar acho-me previdente,quando por vezes "dou" acho-me um "gajo admirável",quando penso que poderia investir,acho inteligente,mas desisto porque ele "fugiu"...quando penso em contá-lo acho que é sonhar porque ele continua "em fuga".
Entretanto o meu Vectra e o seu inefável "coração electrónico" vai tratando de acelerar a "fuga" desse mesmo dinheiro.Pelo menos,parte dele fica aqui ao lado,no Rui S.,meu amigo e "private mechanic",quase em exclusividade,tal é o tempo que passo naquela oficina,mais "o coração electrónico" do Vectra.Entretanto também,o dinheiro continua em "fuga"...desta vez fugindo ao meu amigo Rui S..
[ ouvindo mp3...Pink Floyd - "Money" ]

Esperar

Imagem(153).jpg
Acho que esperar e saber esperar é uma enorme virtude que é preciso ter e saber ter.Para esperar encontro um sem número de "coisas" parecidas ; ter paciência,conseguir ficar,resistir,não ir embora,contar sem números,ler sem letras,olhar e não ver...esperar também é ter um compromisso e é saber seguir um determinado caminho.Esperar.
Esperar acaba por ser sómente dar sem nunca receber nada.E mal de quem nunca esperou nem espera...e mal de quem nunca quer esperar nem nunca irá esperar.
[ ouvindo mp3...U2 - "Even better than the real thing" ]

O tempo

Apesar do tempo me controlar em absoluto,uso relógio.Procuro assim convencer-me que sou eu que controlo esse mesmo tempo.Dois ponteiros e uma divisão em doze,que dobra sempre,dá-me a noção de um dia,de mais um dia.Esses mesmos ponteiros vão mexendo,rodando,cruzando-se e acabam por nunca sair do mesmo sítio...dá-me a ilusão de que o tempo é sempre,sempre o mesmo.E ele continua ali,no pulso,mais "modernamente" até no telemóvel.Sempre á espera que eu o "controle"...Puro engano,ele e as horas que marca,é que me controlam.O relógio,o tempo e eu...e ás vezes um pombo num semáforo.Ele também a "controlar" o tempo.
Pombo.1.jpg
[ ouvindo mp3...Pink Floyd - "Time" ]


"Blog Powered" por BLOGGER.COM

"Blog Equiped" com HERACLEUM blog & web tools ; CBOX.ws ; ClokLink ; GEOLOC ; ShinyStat ; BRAVENET.com ; METEORED.com ; Altavista BABELFISH ; TOP-REFERERS ; ASK GAMBLERS ;

"Blog Template" por Douglas Bowman

"Blog Tunning" por Octavio Serrao AKA Fogareiro

"Blog Dedicated" ao meu filho MARCOS ANDRÉ e ao meu pai "MESTRE" JOAQUIM SANTOS

"Blog also Dedicated" a restante familia e melhores amigos

SCP.gif aac1.jpg