html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Strict//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-strict.dtd"> "...estórias...do Fogareiro": Março 2009

tocha.gif

sábado, março 28, 2009

Eu e os semáforos

Obviamente que os semáforos são necessários e que aprendi a lidar com eles. Reconheço também que os semáforos me ajudam imenso no trânsito da cidade (quanto mais não seja a deixar-me atravessado num cruzamento). Mas os sacanas dos semáforos "mexem" comigo ou seja, à coisas que me custa "aturar" nos semáforos;
Ás vezes ficam verde apenas só por uns segundos ou então ficam vermelhos em rectas onde não passa ninguém;
Pessoas que passam no sinal vermelho (dos semáforos) para peões ou peões que atravessam a estrada a uns metros da passadeira que tem sinal vermelho para eles ou então ainda, semáforos que não ficam logo verde para os carros após ficar ficar vermelho para os peões;
Depois há os semáforos controladores de velocidade (há sempre outro carro que dispara o vermelho que eu vou ter de apanhar);
Pessoas a distribuir papelada nos semáforos;
Semáforos inúteis a funcionar à noite, quando não há trânsito para controlar;
Semáforos avariados;
Depois ainda há uma outra coisa que "mexe" comigo para além dos semáforos... a "porra" das rotundas do Relógio e da rotunda do Marquês... arre.
Eu e os semáforos, porque as rotundas ficam para "despois".
[ ouvindo mp3... Mettalica - "Nothing else matter" ]

É preciso respeitar

[ ouvindo mp3... Bob Dylan - "Slow train coming" ]

Justiça "à portuguesa"

Verdade, verdadinha... deixei mesmo de acreditar na justiça portuguesa porque as provas que nos têm sido dadas são a prova cabal da sua ineficácia e ineficiência... a prova de estramos ser gozados. O conhecimento recente do arquivamento de processos e a respectiva ilibação dos eventuais arguidos e a continuação de julgamentos "never ended", causam-me uma repulsa motivadora do uso de impropérios (devia dizê-los por extensão, nomeá-los alto e bom som) contra todos quantos nos andaram a enganar na tentativa de nos querer convencer de que a matéria de facto era suficientemente consistente para que as pessoas envolvidas fossem irrepreensivelmente condenadas. Mas a verdade e que nada aconteceu e chego à brilhante conclusão de que tudo não passa de manobras de diversão para todos quantos conduziram a investigação e de pronto correram a informar a comunicação social de que estariam na posse de mais um escândalo para poderem divulgar através dos seus meios. Os fracassos na investigação destes crimes somam e seguem e os eventuais envolvidos saem vitoriosos e, provavelmente até pensarão estar no direito de exigir indemnização pelos danos causados ao seu “bom nome”, sim, que esta gente ainda consegue convencer-se que o tem, pelo facto de ocupar lugares de destaque na sociedade portuguesa. Como se efectivamente para esses lugares fosse necessário alguém possuir “bom nome”, no sentido em que ele deve ser aplicado.
Não há "pachorra para tropa desta". É isto a justiça "à portuguesa".
[ ouvindo mp3... Rolling Stones - "Human shuffle" ]

As palavras dilaceram-me

Há dias em que não devia pensar, muito menos escrever. Sabe-se que as palavras ferem, então as palavras escritas dilaceram-me, rasgam-me em pedaços. Saem-me pela ponta dos dedos, têm vida própria, tomam-me o controle e continuam a dilacerar. Custam a sair, saem devagar para dilacerar ainda mais, massacram-me. Mesmo assim eu fico. Sou estúpido. Fico parado, imóvel em frente a um teclado a imaginar palavras para depois tentar não as escrever. Fico parado... dilacerado.
[ ouvindo mp3... Joe Cocker - "Night calls" ]

domingo, março 22, 2009

Escola Prática de Cavalaria - Santarém (1978)


Fim de recruta na E.P.C., trinta nos depois. Na volta já não "estamos cá" todos, mas por onde andam vocês, camaradas?
Amigo Sérgio, e aquele reencontro por mero acaso num corredor de Hospital...? ..."desfiar" logo ali um sem fim de boas recordações recheadas de nostalgia quanto baste. Fantástico...
[ ouvindo mp3... Communards - "Don't leave me this way" ]

"Coisa" moderna

Foi uma "coisa" moderna esta estória. É o "socialismo" moderno ao seu melhor nível, quando foi anunciado em 2008 que Chaves ia ter um hospital privado em 2009 com maternidade e serviço de urgências 24 horas. O anúncio desta verdadeira "pérola" surgiu menos de um mês após Correia de Campos, ex-ministro da Saúde ter determinado fecho da unidade de saúde local. É para o bem de todos os Flavienses. "Socialismo" moderno é o que é... "Coisa" moderna e pronto.
[ ouvindo mp3... Bob Dylan - "Slow train coming" ]

Adriano Valadar em Mirandês

Ls fins de semana ampéçan a ser maiores i cumbídan a fazer uns passeios a ber las froles que quieren spreitar ou a cuntamplar muito mais loinge l hourizonte refrescante cumo esta notícia que mos chega a passo de lhobo, a passos cuntados.
Un eisemplo que debemos saborear cun ua cierta deleitaçon positiba. De muito loinge ne l tiempo (un melhon e quinhentos mil anhos): acaba de ser eidentificado an las camadas sedimentares mui antigas, ne l Quénia, um cunjunto de pisadas de pies d’houminídios”. Rastros de passos, nua lhinha, recordaçones dun passeio an família, de certeza, ls antrepassados de ls nuossos antrepassados, cun un garotico. Adonde íban? De adonde benien? Rastros fixados de un mobimiento pra un çtino que mos quedará scundido até al fin de l mundo. Eimoçon que mos dá bertiges dua moblidade que se tornou piedra, acerca talbeç de l tiempo de l purmeiro “homo erectus” . Yá era l home an mobimiento, hai quinze mil seclos. I hoije, por todo l lhado, melhones d’houmanos, siempre a caminar, atraídos tamien por algo que poucas bezes somos capazes de chamar pul nome. Ua streilha, la felcidade, la prosperidade, la segurança, un Dius?L passeio bai a cuntinar até al fin de ls tiempos.
Obrigado pelo texto, amigo Valadar...
[ ouvindo mp3... Jimmi Hendrix - "Little wing" ]

Ficção ou realidade?

Acordei de um sonho. Longe de mim. Acordei nas sombras do quarto onde ecoa um silêncio nocturno, uma voz qualquer que não reconheço à primeira... não reconheço a minha voz? Primeiro assusta, depois acalma. O tremor esse... esse continua e assusta, depois acalma... não reconheço o tremor? Depois volta o sonho. Longe de mim. As palavras são ténues, não as entendo... ahh é a chacota dos que se diziam amigos e que "fugiram"... ahh é o Jumex, o Madopar, o Sinemet, o Xilopar ou o Stalevo a murmurarem ténuamente em conjunto com os amigos que "fugiram"... Quem são eles? Acordei de novo. Longe de mim. Porquê?

Hello darkness, my old friend,
I’ve come to talk with you again,
Because a vision softly creeping,
Left its seeds while I was sleeping,
And the vision that was planted in my brain
Still remains
Within the sound of silence. [ ]
Fools said i,you do not know
Silence like a cancer grows.
Hear my words that I might teach you,
Take my arms that I might reach you.
But my words like silent raindrops fell,
And echoed
In the wells of silence. [ ]
[ ouvindo mp3... Simon and Garfunkel - "Sounds of silence" ]

sábado, março 21, 2009

Crise em caricatura

Ferrari de ontem, o símbolo de hoje...

3M de ontem, o símbolo de hoje...



Chrisler ontem, o símbolo de hoje...





DowJones ontem, o símbolo de hoje...







Nike ontem, o símbolo de hoje...









Ontem Ford, hoje...











Ontem GoodYear, hoje...






[ ouvindo mp3... Beatles - "Hard day's night" ]






Provérbio (Tão actual nos dias que correm...)

Quem repreende o arrogante, receberá o seu desprezo
Quem censura o homem mau, será insultado
Quem repreende o orgulhoso, receberá o seu ódio

Critica o sábio; ele te ficará reconhecido
Ensina a um homem honesto; ele aumentará o seu saber

Quando a sabedoria lança um apelo, a inteligência faz ouvir a sua voz
A sabedoria habita com a prudência e a reflexão

[ ouvindo mp3... GNR - "Tirana" ]

"Pátria" de Guerra Junqueiro, 1896

"Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta. […]Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo, donde provem que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro […]
Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este, finalmente, tornado absoluto pela abdicação unânime do País. […]
Dois partidos […] sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, […] vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar…"
Fantástico... ontem como hoje. O País não mudou... Fantástico.
[ ouvindo mp3... Rolling Stones - "Harlem shuffle" ]

Carlsberg Cup (Descaradamente roubados)


Ainda não sei como vai terminar a final da Carlsberg Cup, e para que não haja dúvidas sobre o meu post... o Sporting foi mais uma vez descaradamente roubado por um fulano de amarelo sem a miníma isenção.
[ ouvindo mp3... Juventude Leonina - "Uma curva belissíma" ]

sexta-feira, março 20, 2009

"...olha quem é ele..."

Sempre presente... sempre em "qualquer lado que seja".
[ ouvindo mp3... Scorpions - "Always somewhere" ]

Cores...

[ ouvindo mp3... Kate Bush - "Sunset" ]

quinta-feira, março 19, 2009

Divagando ou não... "Ele" há cada coisa.

A mão começou a tremer e a ter pequenos espasmos. Primeiro de tempos a tempos e depois cada vez mais frequentemente, seguiram-se pequenos descontrolos nessa mesma mão. A mão que segurava o volante começou a "dar de si". Como é possível? O "gajo" familiarizado com aqueles sintomas não demorou a fazer um auto-diagnóstico... ora toma lá a "Parkinson desease" em dose "soft", por ora. Controlar-se o máximo possível, as "pastilhas" receitadas tomadas "a preceito", mais controlo, o bom vinho sem excesso,as "petiscadas" com regra ou o pura e simplesmente afastar delas. "Ele há" cada coisa. "Ele há" cada "gajo" com a "sina" lida.
"Keep on running till the end" ou melhor, "Carpe Diem"...
[ ouvindo mp3... Spencer Davis Group - "Keep on running" ]

Não há "pachorra"...

"Aquidassim" tempos atrás, recebi uma chamada a partir de número privado no meu telemóvel, daquelas que se recebem sem se perceber porquê, porque o meu número é confidencial, só estando na posse de pessoas conhecidas, entidades com as quais trabalho e clientes em geral e toda "essa gente" me liga com número identificado. Depois a senhora que me falava era totalmente desconhecida... "inda tô" para saber como me "apanharam" o número... "Big brother is watching you" de certeza.
A senhora explicou-me que estava a angariar clientes para um cartão que o Citibank estava a lançar em Portugal e era absolutamente extraordinário: não se pagava anuidade e tinha todas as vantagens (e mais algumas) dos cartões gold, pagos a peso de ouro.A minha primeira reacção foi negativa: nos tempos que correm temos de nos defender do assédio diário de pessoas que nos propõem todo o tipo de ‘ofertas’, desde chamadas telefónicas grátis a férias no Algarve com tudo pago. Foi a minha primeira reacção e última. Desliguei e pronto.
Agora, dias atrás liga-me um número identificado sobre o qual pedi informação pois ligavam-me a qualquer. Literalmente. Pois bem, a informação que a PT me deu foi que o número móvel em causa estava ligado a uma central telefónica e não me conseguiam dar a informação... porreiro pá, como dizem aqueles dois. Resolvi atender e fantástico... era da própria PT que me negou a informação, mas que me queria vender o MEO... na volta para instalar a parabólica no "taxe", digo eu... foi o que respondi ao senhor simpático do outro lado... "...como me descobriram? ...o meu número é confidencial, só tem quem eu quero. A propósito o telemóvel para o qual ligaram é de uma empresa e eu sou o "fogareiro". Querem instalar-me uma parabólica no "taxe"? Boa tarde...".
Não há "pachorra". Tentam vender tudo e mais alguma coisa de qualquer maneira. Não há "mêmo pachorra" nenhuma.
[ ouvindo mp3... Dire Straits - "Calling Elvis" ]

É mesmo assim e pronto...

Um dos grandes problemas de todas cidades é hoje o estacionamento automóvel. Há 20 anos, em Portugal, este problema reduzia-se a Lisboa e ao Porto. Mas actualmente é um inferno estacionar o carro mesmo numa pequena cidade de província.
Quantas horas se perdem diariamente no país a procurar lugar para o automóvel? Já ouvi histórias mirabolantes de pessoas que trabalham no centro de Lisboa ou do Porto e que, para arranjarem estacionamento, chegam de manhã uma ou duas horas mais cedo ao emprego – e depois ficam no carro a fazer tempo. Comem o pequeno-almoço que levam de casa, fazem a barba com a máquina ligada à bateria, penteiam-se, compõem o nó da gravata, às vezes lêem. E isto todos os dias da semana!
E que dizer daqueles que saem do emprego várias vezes durante o dia para meterem moedas no parquímetro? O que representa isso em termos de dispersão e falta de concentração no trabalho?
E quem sou eu afinal para não acreditar... que é mesmo assim e pronto. Ponto final.
[ ouvindo mp3... Bryan Adams - "Summer of 69" ]

O estado do sítio, versão 1.9

"Aquidassim" neste sítio cada vez mais mal frequentado... tempos atrás li, publicado na imprensa, que um avião, de uma empresa do Grupo BPN, teria transportado umas “piquenas” dos países de leste, para diversão dos senhores, após uma reunião do conselho de Administração. Não sei se é verdade, não estava lá porque andava "dentro do taxe" (só por isso, porque eu sou "unha com carne com os gajos do dinhêro") e obviamente, os desmentidos não demoraram mas não custa nada a admitir, que tão exemplares ex-governantes, lhes caia "o pé para o chinelo", e vai daí, "bzzzz pimba".
Na volta se calhar, ainda é o menos mau, para todos nós, dessa “elite” de grandes pensadores do amanhã.
Pior é, como também se disse na altura na imprensa, que no ano passado, os dirigentes dos bancos que agora pedem ajuda ao Estado, tiveram prémios de gestão pouco menos que pornográficos, tal o seu valor.
Tendo em conta que na Operação Furacão, por fuga ao fisco e aldrabices "limitada", alguns destes senhores e respectivas empresas, são visados, e alguns já acusados, parece-me ser igualmente imoral que seja quem paga impostos (NÓS !!!) que tenha que lhes salvar as fortunas.
O sítio está mesmo mal frequentado e o que é pior é que o sítio está a saque.
[ ouvindo mp3... Pink Floyd - "Money" ]

sábado, março 14, 2009

Memórias animadas... "Gorila Maguila"


[ ouvindo mp3... Creedence Clearwater Revival - "Suzie Q" ]

A Redacção da Escola (I)

Há um País bonito. O País tem sol e cidades. Nesse País no Inverno chove muito e outros anos nem chove sequer. Esse País tem um partido que governa. Esse partido não admite vozes dissonantes e elimina à partida qualquer entendimento com outras forças políticas. O chefe desse País acha que só ele tem ideias, mas o resto é um imenso vazio demagógico e irresponsável. Nesse País bonito não há Justiça, nem Segurança e o desemprego é galopante. Nesse País quem manda passa ao lado do que é verdadeiramente importante como cão por vinha vindimada.
[ ouvindo mp3... Lost in Paradise - "One second" ]

quarta-feira, março 11, 2009

O acordo ortográfico e eu...

É ponto assente... não sei escrever em português e como tal, dou cada vez mais erros. Podem vir com as teorias disto e daquilo, que assim o português fica universal e mais não sei quê... que eu vou continuar a escrever como a professora Luisa Norte (bem haja a minha professora preferida) me ensinou e continuarei a dar os erros ortográficos que dava e me "custavam" um série de "reguadas".
Definitivamente, se eu já tinha dificuldade em "não dar erros", este acordo ortográfico onde nunca sei como me "orientar" na escrita até acaba por me dar um alibi... ou seja, quando dou erros e não ponho maiúsculas, ou acentos ou etecera e tal, posso sempre dizer... "estou numa fase de transição do novo acordo".
É uma optima (cá está mais um erro) ideia que "se me descorreu". Eu e o novo acordo ortográfico temos uma ligação conflituosa. Ponto final.
[ ouvindo mp3... Alice Cooper - "School's out" ]

Sporting CP

Humilhação é literalmente o acto de ser tornado humilde, ou diminuído de posição ou prestígio. Todavia, o termo tem muito mais em comum com a emoção da vergonha. A humilhação não é geralmente uma experiência agradável, visto que diminui o ego... e de que maneira.
Todavia esta série de "cabazadas" que o meu Clube "tem levado" não macula em nada o meu Sportinguismo... no entanto, quem manda neste Clube centenário tem que "parar"rápidamente para uma profunda reflexão sobre tudo o que se tem passado de mau e já agora de bom, de forma a que os sócios pagantes e os simpatizantes saibam para onde caminha este Clube. Uma série de convulsões internas se bem que "disfarçadas" aos olhos dos mais incautos, tem "afundado" as prestações do Clube... foi com José Peseiro (um grande treinador para além de um grande amigo Coruchense) e é agora com Paulo Bento (talvez "falho" em tácticas mas disciplinador), tanto um como outro os menos responsáveis por estes "desvarios".
Os jogadores que auferem somas "irreais" devem ser responsabilizados, a SAD tem que tomar uma posição forte e assumir os erros que também comete (não venderam a "vedeta das passerelles e agora têm que o "gramar alidassim"). Se não existir a tal profunda reflexão e chamar as coisas pelos nomes, este Sporting não tem "viabilidade"... já agora, porque não olham as "vedetas" do Clube para o exemplo de determinação e profissionalismo dos jogadores do Estrela da Amadora?
De humilhação em humilhação lá continuarei a ser Sportinguista... agora é mesmo preciso parar para reflectir.
[ ouvindo mp3... Maria José Valério - "Marcha do Sporting" ]

terça-feira, março 10, 2009

Manipular é uma arte...

É incrível como há pessoas que se "dedicam" a manipular (ou pelo menos a tentar) outras pessoas com as palavras certas. Uma "treta" daqui, uns argumentos ali, umas palavras raramente usadas e a pessoa sempre acaba cedendo. Muitos desses/dessas manipiladores/as chamam a isso "jogar o xadrez da vida".
É uma atitude "assim a modos que" feia mas ao mesmo tempo reveladora de carácteres. Não é nada, nada mesmo bonito manipular pessoas. Os governantes são perfeitos "expert" em manipulação de pessoas, assim como uma pessoa normal e vulgar pode achar ter o "dom" da manipulação... únicamente pelo prazer de manipular, de "gerir" os destinos de outra pessoa.
Manipular é uma arte... sem dúvida nenhuma.
Temos é que aprender a "decifrar" quem nos tenta manipular, quem tenta obter determinados fins só "por gozo" pessoal ou então para um fim pré-determinado... e "ele há" tantos casos desses por aí. "Jogar o xadrez da vida" para um manipulador é, na hora da verdade "tirar o tapete".
Seja para que fim for, seja por questões puramente profissionais, seja por questões políticas ou seja por questões de "quero, mando e posso".
Manipular é uma arte... sem dúvida nenhuma.
[ ouvindo mp3... Bryan Adams - "Born to run" ]

segunda-feira, março 09, 2009

No País do "Porreiro pá" (III)

Leio a notícia e volto a ler ainda com mais atenção... então não é que o computador "Magalhães" vai ser apresentado em Macau equipado com um teclado em chinês e que no futuro todos os programas e conteúdos didácticos também serão adaptados a esse idioma... para a China, claro. O que me "faz espécie" é como vai ser a ortografia "lá por aqueles" lados... já que em português (??!!) o "Magalhães diz": construir-lo; apagar-lo; fazer-lo e etecetra e tal (será por causa do fantástico Acordo Ortográfico??)... para a "miudagem" portuguesa aprender a escrever mal. Fantástico...
Se é assim em português, imagino na escrita chinesa com "aqueles riscos todos". É caso para dizer... "porreiro pá".
[ ouvindo mp3... Deep Purple - "Sweet child in time" ]

"Fartei deste gajo"

Miguel Veloso queixou-se esta segunda-feira de estar a ser "alvo de uma campanha" por parte de um jornal desportivo e lamentou a atitude dos responsáveis do clube, que acusa de não o terem apoiado... porra, já não tenho "pachorra para aturar as birras deste gajo". O "amigo" Miguel devia era trabalhar e ter as dificuldades que todos os outros vulgares Portugueses têm no dia a dia... chega. Como Sportinguista, "fartei deste gajo".
[ ouvindo mp3... Fischer Z - "So long" ]

...de "Miss Daisy"

"...E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."
[ ouvindo mp3... Carlos Santana - "Samba pa ti" ]

sábado, março 07, 2009

O e-mail do MF (divagando sobre)

Recebo montes de e-mail's com anedotas, power point's do Socrates, cenas parvas, "gajas nuas" e por aí... também recebo mail's normais com isto e com aquilo, mail's de serviço e mail's de amigos do "peito", dos poucos que restam... mas que Diabo também não é preciso ter muitos, não é?! ...até porque quando se pensa que temos muitos, acabamos por nos desiludir quando verificamos que esses muitos, não são tantos assim. Deve ser porque não "prestamos para nada", por sermos "desmancha-prazeres" ou então porque "estragamos o ambiente" por sermos frontais e não admitirmos "cenas malaicas".
Pois recebi um e-mail do meu amigo MF, que sinceramente... aborda estas "merdas" todas (como é que o "gajo" foi adivinhar o que eu penso sobre certas coisas... que retrato) tanta verdade junta e tanta coisa que eu queria escrever e não tenho coragem e ele, ali... num simples e-mail diz tudo aquilo que eu queria dizer. Fantástico... talvez em breve o publique. Quando tiver coragem, digo eu. Quando tiver coragem para não ter medo de achar que firo susceptibilidades. É que ninguém lê, ninguém lê estes posts, mas depois "sabem a lição toda" e lá tenho eu que andar a pedir desculpas não sei do quê. Tal qual a "que morreu"... um dia destes o e-mail passa a post e pronto.
[ ouvindo mp3... Phil Collins - True colors" ]

Viagens do Fogareiro - Maranhos

Não sou cozinheiro, sou mais para "encher o baú"... e depois aquela coisa de não se poder comer de tudo quando se gosta de comer de tudo... txeee. Mas um dia não são dias e pronto abusa-se e que "se lixe a taça que é de barro". O bucho grande é bem lavado e depois cortado em bocados que se cosem com a agulha e linha dando-lhe a forma de um saco. Cortam-se em bocados a carne, o presunto e o chouriço, pisam-se os alhos com sal e juntam-se às carnes. Adiciona-se vinho branco, azeite, arroz lavado cru, salsa e hortelã. Mistura-se tudo e deita-se o preparado nos sacos de bucho. Fecha-se a abertura, cosendo-os com a agulha e linha. Introduzem-se os maranhos em água abundante a ferver e temperada com sal e hortelã e deixa-se cozer. É mais ou menos assim, que eu bem vi... até "empatei" a ajudar. Grande Dona Leonilde, amiga... quase, quase mãe. Saudades já.

Depois de muitos quilometros "palmilhados", cada vez que entro no Largo do Teixoso é o calor humano, é alegria ao rever Dona Leonilde, é como se o tempo tivesse parado. Sempre igual, sempre bonito, quer chova ou caia neve ali na Serra da Estrela, logo "a seguir". Um serviço "pralidassim praqueles lados" e Teixoso "com ele".
É sempre um prazer voltar a Teixoso ou a Bogas do Meio ou ao Canhoso... é muito, muito melhor que muitos outros jantares num sítio qualquer.
[ ouvindo mp3... Supertramp - "Breakfast in America" ]


"Biscabikes Team" reloaded...

António "Aquaman" Marques... Espectáculo...
[ ouvindo mp3... Deep Purple - "Smoke on the water" ]


"Biscabikes Team"

Já peca por tardia a minha "chamada de atenção" para estes "btt's"... mas como mais vale tarde que nunca, que tal uma visita ao blog do "Biscabikes Team".
Podem fazer uma visita em biscabikes.blogspot.com.
[ ouvindo mp3... Queen - "Bycicle race" ]

sexta-feira, março 06, 2009

Movimento Independente de Cidadãos por Coruche


NOTA de IMPRENSA
10 de Março pelas 17 horas, no Museu Municipal de Coruche
Apresentação do MIC - Movimento Independente de Cidadãos por Coruche
A alternativa responsável e credível




É já na terça-feira dia 10 de Março pelas 17 horas, no auditório do Museu Municipal de Coruche que vai ser feita a apresentação pública do MIC - Movimento Independente de Cidadãos por Coruche, constituído por Coruchenses que amam a sua terra e que por ela querem lutar com vista à conquista de uma melhor qualidade de vida, apresentando soluções e propostas para o Concelho.
Este conjunto alargado de cidadãos, de várias tendências e transversal à sociedade, constituem este movimento de reflexão e intervenção cívicas, tendo como base comum o desprendimento da política partidária por contraponto com as suas competências e qualificações profissionais e académicas, o que lhes confere independência e distanciamento das lógicas aparelhisticas, que este movimento rejeita.



O que é o MIC?



Um movimento cívico, fundado por Coruchenses, com provas dadas nas suas carreiras profissionais, preocupados com o modo como a intervenção pública e política é feita no Concelho de Coruche. Assumem-se como um movimento aberto à sociedade, disponível para o debate de ideias e a reflexão sobre a forma como se devem dar resposta aos grandes desafios e problemáticas que uma região como aquela em que Coruche se integra apresenta no século XXI.O MIC pretende ser um amplo movimento de expressão transversal da sociedade, assentes nos valores e princípios do humanismo, do universalismo e da melhor tradição portuguesa, sem restrições e condicionantes, integrando personalidades de todas as áreas sociais e profissionais.



Porque se constitui…



Este movimento surge, pelo facto dos seus subscritores sentirem que em Coruche, existem problemas que afectam a qualidade de vida de todos quantos nela vivem e trabalham, sendo urgente e necessário, a criação de alternativas claras e contributos positivos para a resolução desses problemas.Pretende ser um grupo de trabalho que possa apresentar ideias e contributos válidos, constituir-se como uma plataforma sólida, coerente, íntegra e competente, geradora de mais-valias e alternativas para Coruche.



O que vai fazer…



Fomentar o diálogo, o debate e a reflexão, para a obtenção de respostas adequadas aos desafios que se colocam.O movimento vai promover a realização de debates e colóquios, bem como reuniões de trabalho com elementos da sociedade local e nacional, com o intuito de esclarecer a opinião pública e acrescentar valor às propostas que o movimento irá apresentar ao longo do tempo.Auscultar as comunidades, através do contacto regular com as juntas de freguesia, colectividades, associações e entidades públicas e privadas e a população em geral. Chamar a atenção das estruturas locais, para as alternativas e as propostas que se criarem, bem como tornarem activa a sua participação junto dos vários órgãos autárquicos, amplificando a voz do povo e ser alternativa autárquica, encorajando a participação cívica dos cidadãos.



Linhas de Orientação



O MIC, orientará e desenvolverá a sua actividade cívica, no espírito da plena liberdade intelectual, social e políticas.A forma de actuação do MIC, será sempre o da afirmação pela positiva, onde o trabalho e a perseverança, assentes em metodologias sistemáticas e científicas, deverão gerar as soluções pretendidas e que possam corresponder aos anseios das populações.
Distribua esta nota de imprensa pelos seus amigos...A plataforma MIC ficará disponível na internet a partir do dia da apresentação, no dia 10 de Março.



CONTACTOS:
Informações:mailto:info@miccoruche.org



Telefone: 960 240 665


[ ouvindo mp3... Zeca Afonso - "Venham mais cinco" ]

quinta-feira, março 05, 2009

No País do "Porreiro pá" (II)

Em Portugal, as maiores fortunas valiam 22 por cento do nosso PIB e cresceram 36 por cento por exemplo em 2007, como vêem, um pouco acima da inflação. Isto dois anos atrás... e agora há crise nesta "rapaziada? ...Fantástico.
É caso para dizer... "porreiro pá".
[ ouvindo mp3... Beatles - "Yesterday" ]

Sina de taxistas...

Mau tempo... na zona de Esmoriz, distrito de Aveiro, o mau tempo provocou hoje a queda de uma árvore de grande porte sobre três veículos ligeiros e um camião, causando ferimentos no condutor de uma das viaturas.
O comandante dos Bombeiros Voluntários de Esmoriz explicou que a vítima é taxista e sofreu ferimentos na cabeça e num braço, tendo sido transportado ao Hospital.
"O homem ficou encarcerado e foi necessário retirar a árvore de cima da viatura para o conseguirmos auxiliar", acrescentou o comandante. Os ocupantes dos restantes veículos atingidos pela árvore saíram pelo seu próprio pé e não sofreram ferimentos. A árvore tinha cerca de 25 metros e caiu numa altura em que se registaram fortes rajadas de vento naquela localidade.
O acidente ocorreu na Avenida que dá acesso à praia de Esmoriz.
A notícia é do "Sapo" e "coloquei-a aquidassim"... o que não foi notícia mas para mim foi má notícia, para além de assistir em "directo", foi que o vento forte que se fazia sentir esta manhã na "santa terrinha" do Biscainho, "pegou" numa chapa de Lusalite do telheiro onde "guardo" (coisa bem guardada, é obvio) os carros, atirou-a ao ar, fê-la "assentar" nas outras e pronto... chapa de cobertura em cima do tejadilho do carro... é obra. Bem podia eu ler o signo e ele dizer que hoje era um dia formidável para mim. Ora aí está o formidável. Sina de taxistas, o colega foi ao Hospital, eu felizmente não... tirando as mossas no carro. Formidável. Estou a ficar farto desta porcaria de tempo sem "nexo". Arre...
[ ouvindo mp3... Creedence Clearwater Revival - "Have you ever seen the rain" ]

quarta-feira, março 04, 2009

No País do "Porreiro Pá" (I)

Em Portugal, numa crise a reboque da crise mundial é fantástico como baixam as taxas de juro a reboque das directivas europeias e os Spread's sobem "em flecha". Só em Portugal.
Porreiro pá...
[ ouvindo mp3... Bruce Springsteen - "Livin' on the edge" ]


"Blog Powered" por BLOGGER.COM

"Blog Equiped" com HERACLEUM blog & web tools ; CBOX.ws ; ClokLink ; GEOLOC ; ShinyStat ; BRAVENET.com ; METEORED.com ; Altavista BABELFISH ; TOP-REFERERS ; ASK GAMBLERS ;

"Blog Template" por Douglas Bowman

"Blog Tunning" por Octavio Serrao AKA Fogareiro

"Blog Dedicated" ao meu filho MARCOS ANDRÉ e ao meu pai "MESTRE" JOAQUIM SANTOS

"Blog also Dedicated" a restante familia e melhores amigos

SCP.gif aac1.jpg